Tanque na Reserva: evite problemas

Você é um daqueles que rodam com o carro com tanque na reserva até o momento em que diz: “Agora preciso parar num posto de combustível porque senão vou ficar a pé daqui a pouco?”

A quantidade mínima de combustível dentro do tanque até que o carro indique que está na reserva, na maioria dos carros populares 1.0 são de 5 litros.

Já fizemos uma matéria aqui no CarroMotors sobre o problema de encher o tanque de combustível, além do limite, veja em “Encher o tanque de combustível é certo ou errado?“. Que tal agora aprender sobre o porque não se deve andar com o tanque de combustível na reserva? 😉

Danos causados pelo tanque na reserva

Rodar com o carro com o tanque de combustível na reserva pode causar alguns danos ao seu veículo. Nos carros mais antigos o problema ocorre por causa do acumulo de sujeira no fundo do tanque causando o entupimento dos filtros e além de estrago à bomba de combustível.
Nos carros mais novos o problema mais comum é o superaquecimento da bomba de combustível.

Tanque na Reserva

Andar com o Tanque na Reserva pode trazer sérios problemas para seu carro

Carros Carburados são os mais prejudicados

Os carros antigos carburados que rodam com o tanque na reserva são mais suscetíveis a problemas. Com o combustível em níveis mais baixos, o depósito de sujeira no fundo do tanque fica mais concentrado e ao ser sugado pelo sistema de alimentação do carro, faz o carro render menos, elevando o consumo de combustível, pelo fato de se formarem borras que acabam entupindo as mangueiras, bicos injetores e a bomba de combustível.

Os carros carburados por serem mais velhos possuem naturalmente as peças numa fase de deterioração maior, desta forma os filtros ficam com sua capacidade de absorver resíduos menor, o que colabora na passagem de areia, poeira e outras impurezas para o tanque de combustível.

Carros de Injeção Eletrônica têm riscos, porém menores

Os carros mais novos que possuem o sistema de injeção eletrônica possuem menor risco de sofrer danos por causa do tanque na reserva. Porém, o cuidado deve ser o mesmo para manter a saúde do seu carro.

A bomba de combustível utiliza para resfriamento o próprio líquido do combustível. Então, com o tanque na reserva, o pouco combustível causa o superaquecimento da bomba desta forma diminuindo o tempo de vida da peça, que normalmente tem uma vida útil de 100 mil quilômetros, segundo as fabricantes da peça.

Vale lembrar, que muitos carros novos já possuem um “copo” que envolve a bomba e assim neste local fica dentro uma quantidade mínima de combustível, diminuindo a temperatura da bomba.

Carro na Reserva do Tanque

Evite andar com o carro na Reserva do Tanque

Concluindo

As montadoras de automóveis aconselham sempre que os motoristas não tenham a prática recorrente de rodar com o carro diversas vezes na reserva, devendo ser utilizado o tanque na reserva em raras ocasiões. Apesar de não haver um consenso quanto ao mínimo de combustível que deve haver no tanque é recomendado nunca deixar o carro rodar com o tanque abaixo de ¼ da sua capacidade.

Evite ficar na rua, a conhecida pane seca que é ficar sem combustível é infração de trânsito de quatro pontos na CNH, além de que o carro é guinchado para o pátio da companhia de tráfego.

Além de todas as dicas, aconselhamos abastecer sempre em posto de combustível confiável para evitar abastecer seu veículo com combustível adulterado. Pois, o combustível adulterado é altamente prejudicial a qualquer carro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *