Carros batidos e carroceria deformada

Carros batidos. É muito comum acontecer acidentes entre carros em que houve apenas uma pequena colisão e o carro estar todo deformado.

Muitas pessoas comentam que bom mesmo são os carros antigos que sofrem um acidente e não se deformam como os carros novos que mais parecem serem feitos de alumínio.

O conceito utilizado nos carros antigos pelas montadoras era de que em um acidente deveria oferecer aos ocupantes do veículo a máxima proteção mantendo o carro mais intacto possível. Antes os para-choques eram dignos do nome que recebiam, resistindo bravamente a uma colisão e claro com uma lataria de fazer inveja com chapas grossas de aço.

Carros batidos, acidente e a célula de sobrevivência

O que vale em um acidente de carro é que os ocupantes do veículo estejam protegidos internamente. E não tô falando de air-bag ou de outros dispositivos de segurança. A ideia principal é que os ocupantes não sejam atingidos a fim de preservar as suas vidas. Isso é o que chamamos de célula de sobrevivência.

Carros batidos, acidentes, latarias mais finas e vidas salvas

A lógica aplicada nos carros novos difere dos carros antigos é que durante um acidente, na colisão a parte interna dos ocupantes do veículo deve ficar protegida e a carroceria ditas por muitos frágil dos carros atuais (sim, as chapas da carroceria são mais finas) tem a função de absorver a energia gerada durante a colisão distribuindo-a por toda a estrutura do carro.

Carros Batidos - Carros atuais distribuem a energia da colisão pela estrutura

Carros Batidos – Carros atuais distribuem a energia da colisão pela estrutura

O conceito é que conforme a carroceria vai se deformando, a energia vai sendo absorvida pela estrutura do carro, permitindo que os ocupantes do veículo possam desacelerar, pois quando em um acidente o carro está a 60km/h seus ocupantes também estão na mesma velocidade de 60km/h.

Em poucos segundos em uma colisão, o corpo do ocupante e o próprio carro, no exemplo citado vão de 60km/h a estática total. O efeito da desaceleração faz com que os corpos sejam submetidos a um esforço várias vezes maior que o próprio peso.

Os carros antigos eram feitos para não desmancharem durante uma colisão já que na época o conceito era de que quanto mais intacto o carro estivesse melhor seria para os ocupantes do veículo.

Carros Batidos - Carros antigos possuem chapas de aço mais grossas

Carros Batidos – Carros antigos possuem chapas de aço mais grossas

Já os carros atuais, utilizam um conceito diferente depois de diversos estudos, chegou-se a conclusão que os carros devem sim desmancharem após uma colisão. Em batidas de carros a carroceria do veículo em pontos específicos absorve de forma programada a energia gerada pela colisão. Assim a ideia é diminuir o número de acidente fatal permitindo que os passageiros ganhem mais tempo para desacelerar.

Olhe alguns carros batidos na rua

Olhe os para-choque de alguns carros batidos (atuais) e observe como eles se deformam muito (parecendo com uma latinha de alumínio amassada) mesmo que a colisão tenha sido bem leve. Agora os carros antigos para deformar o para-choque 😉 é bem mais complicado. Porém, pensando em acidentes de grandes proporções segundo os estudos os carros novos são bem mais seguros.

Agora tem um porém, muitos carros atuais são reprovados no famoso Crash Test (Teste de Impacto) onde se avalia a segurança automotiva para verificar se os modelos à venda cumprem as normas de segurança durante uma colisão (acidente de trânsito). O que muitas vezes acaba invalidando o novo conceito de carros mais seguros.

Bom, Crash Teste é assunto para uma nova matéria, aguardem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *